Graciosa.jpg
RESERVA DA BIOSFERA DA ILHA GRACIOSA

id

Data de criação

2007


Área

10782,75 hectares
 

Localização

Ilha Graciosa, Região Autónoma dos Açores
 

Concelhos (Freguesias)

Santa Cruz da Graciosa (Guadalupe, Luz, São Mateus e Santa Cruz da Graciosa) 

Dados demográficos (2011)

4391 habitantes
 

Outros estatutos de proteção

Parque Natural da Ilha da Graciosa, Rede Natura 2000, Sítio Ramsar, IBA, Geoparque.
 

Zonamento

Núcleo: 569,85 hectares; Tampão: 1908,5 hectares; Transição: 8304,4 hectares.
 

Website

http://siaram.azores.gov.pt

A Reserva da Biosfera compreende toda a área territorial e uma zona marinha envolvente da Ilha Graciosa, localizada no Grupo Central dos Açores.

 

Sendo a ilha menos acidentada do arquipélago, a Graciosa é marcada por planícies e relevos suaves, que favoreceram o povoamento.

 

A origem vulcânica destaca-se na ocorrência de águas termais e num dos ex-libris da Graciosa: a Furna do Enxofre, uma cavidade localizada no interior da caldeira da Graciosa. Ao largo do único areal existente na ilha emerge o Ilhéu da Praia, lugar de nidificação de diversas colónias de aves marinhas, de importância ecológica muito elevada. 
 

O diversificado património cultural da Graciosa, destaca-se na arquitetura erudita da Igreja Matriz, capelas e monumentos de estilo barroco e manuelino, que contrastam com as casas térreas dos espaços rurais (e.g., a casa de empena). O património edificado tem como referência mais significativas os singulares moinhos de vento, com cúpulas vermelhas.

 

A ilha tem uma forte tradição musical, existindo vários grupos corais, filarmónicas e grupos de folclore, que se associam a festividades de cariz social ou religioso (e.g., Festividades do Espírito Santo).

Burra de Milho.
Furna do Enxofre.
Queijadas da Graciosa.
Arquitetura da água.
Paisagem-pastagem.
Garajaus no ilhéu da Praia.