BOQUILOBO_MG_5705.JPG
RESERVA DA BIOSFERA PAUL DO BOQUILOBO

id

Data de criação

15 de dezembro de 1981 (Revisão em 2014)

 

Área

5896,17 hectares

 

Localização

Entre o Alentejo e o Centro na zona de transição entre a Lezíria do Tejo e o Médio Tejo 

 

Distritos / Concelhos (Freguesias)

Santarém / Golegã (Golegã, Azinhaga e Pombalinho) e Torres Novas (Riachos e União das Freguesias de Brogueira, Parceiros de Igreja e Alcorochel)

 

Dados demográficos (2011)

8450 habitantes

 

Outros estatutos de proteção

Reserva Natural do Paul do Boquilobo, Rede Natura 2000, Sítio Ramsar, IBA.

 

Zonamento

Núcleo: 814 hectares; Tampão: 1031,25 hectares; Transição: 4050,92 hectares.

 

Website

https://www.pauldoboquilobo.pt/

 

Facebook

https://www.facebook.com/paulboquilobo/

O pequeno território da Reserva da Biosfera Paul do Boquilobo foi a primeira área natural a receber esta classificação em Portugal, possuindo uma grande diversidade de fauna e flora características de zonas húmidas, com identificação de 288 espécies de animais e 317 de plantas, com destaque para as aves, que por terem na área da reserva seus locais de invernada, nidificação ou acasalamento foram o principal motivo para a criação desta área protegida.

 

A agricultura e a pecuária são as principais atividades económicas da região e atraem visitantes em busca de um turismo rural que valorize os espaços da ruralidade e da natureza.

 

Existem marcas da presença humana no território da Reserva da Biosfera desde o paleolítico, sendo possível encontrar vestígios dessa presença em grutas como a Buraca da Moura ou a Lapa da Bugalheira.

 

A Vila Cardílio, classificada como Monumento Nacional, foi habitada entre os séculos I a IV e nas suas ruínas foram recuperados diversos objetos deste período.

 

Após a reconquista do território português, existem registos de doação de terras na região à Ordem dos Cavaleiros do Templo para que fossem cultivadas. A Quinta da Cardiga na Golegã é memória deste período.

 

Ainda na Golegã é possível participar da Feira Nacional do Cavalo, tradição que remete ao século XVIII e às festas em honra de São Miguel quando os apreciadores e criadores de cavalos participavam para exibir seus animais.

 

A rica história humana na região da Reserva representa uma dimensão importante e destacada, agregando valor ao património natural.

Romaria.
Garça Boeira (Bubulcus ibis).
Paul.
Garça Real (Ardea cinerea).
Percurso.
Pecuária.