Reservas da Biosfera

Biosfera em Conversa: Fedra Machado, Reserva da Biosfera da Ilha das Flores

Reservas da Biosfera 19 de Janeiro, 2023

A nossa primeira convidada desta rubrica - a Presidente do Comité nacional MaB da UNESCO, Anabela Trindade - afirmou que uma Reserva da Biosfera é um laboratório ao ar livre, um espaço de aprendizagem aberto a todos.


O que é, para si, uma Reserva da Biosfera?


Uma reserva da biosfera (RB) é, para mim, um local que tem um “selo de qualidade”. Quando sei que determinado lugar é reserva da biosfera, sei imediatamente que há uma garantia de qualidade, uma garantia de haver um equilíbrio entre o homem, a sua vivência cultural e económica, e a natureza.



Qual é o seu local preferido nesta Reserva da Biosfera e porquê?


É difícil eleger apenas um local, mas, a ter que nomear um, indico a Poça das Salemas, em Santa Cruz das Flores. É uma zona balnear pequena e acolhedora, já tem intervenção humana, na medida em que o acesso é feito por umas escadas de madeira e já não temos que andar a ajeitar o corpo sobre as pedras quando nos deitamos porque já se tratou de arranjar um espaço para esse efeito. Mas o especial desse local é mesmo o encontro do mar com a terra. Como o local não é muito profundo, em dias que o mar está de feição, podemos pensar num qualquer paraíso tropical como um parente pobre. Vê-se o fundo marinho com uma nitidez de cortar a respiração e as cores são deslumbrantes. É o meu local de eleição de verão e para onde vou com a minha filha bebé todos os finais de dia. Já agora, recomendo pesquisarem no Google “Poça das Salemas – Flores”. Bonito, não é? Saibam então que a maioria das imagens é péssima; ao vivo, o lugar é mil vezes mais maravilhoso.


 


Quais considera serem as mais-valias e os maiores desafios de trabalhar na gestão destes territórios?


Uma das mais-valias de ser um dos gestores de uma RB é a de passar a conhecer ainda melhor o território. Se o objetivo é conservar e sustentavelmente tirar dividendos da riqueza humana e natural da ilha, então é necessário conhecer profundamente a ilha, as suas gentes, os seus serviços, os ecossistemas naturais. Tenho quase 20 anos de vida nas Flores e nunca soube tanto sobre esta ilha como sei agora.


Creio que o maior desafio é o desconhecimento geral acerca do que é ser uma reserva da biosfera. E faço já aqui uma confissão: eu também não sabia ao certo o que era uma RB até vir trabalhar para o Serviço de Ambiente e Alterações Climáticas e assumir o papel de presidente do conselho de gestão da RBIF. Já tinha ouvido falar muito de a ilha ser reserva da biosfera, nomeadamente, cada vez que entrava nos aviões da SATA com destino à ilha. A companhia faz referência ao estatuto da ilha enquanto RB. Mas não sabia bem o que era. E sei que, como eu estava, está o grosso da população florentina. É por isto que está prevista, para este ano, uma apresentação com o objetivo de informar a comunidade sobre o que é ser uma RB e quais as implicações, benefícios e responsabilidade de se ser uma.



Acha que a população residente e visitantes podem ter um papel no trabalho de conservação e sustentabilidade que levam a cabo? Como?


Eu diria até que, se os residentes não desempenharem um papel nesse trabalho de conservação e de sustentabilidade, dificilmente a ilha das Flores se manterá uma RB. Creio que, neste sentido, se impõe fazer um trabalho intensivo ao nível da sensibilização e da informação no que respeita à conservação, à sustentabilidade e ao papel da ilha enquanto RB, começando, talvez, pela escola da ilha. Depois, importa alargar essa ação informativa a outros grupos etários.



Por fim, gostaríamos que partilhasse connosco os projetos e iniciativas, em marcha e de futuro, na sua Reserva da Biosfera. E como os poderemos acompanhar, estejamos por perto ou à distância.


De momento, temos promovido campanhas de sensibilização de lixo marinho; realizámos censos de aves marinhas, comuns e morcegos; temos feito ações de remoção de espécies invasoras; temos abraçado projetos e ações de investigação apoiados e articulados com ações da RB; temos potenciado a atividade piscatória com a pesca-turismo; temos potenciado a atividade de passeios a pé/hiking e mantido os trilhos pedestres existentes; temos realizado reuniões do conselho de gestão da RBIF e sessões de formação/capacitação na RBIF que envolveram atores locais; temos mantido/melhorado espécies e habitats cujo estado de conservação é atualmente desfavorável; temos realizado projetos-chave no âmbito de ações concretas de restauração ecológica de áreas degradadas; temos feito recolha de sementes para o Jardim Botânico do Faial; temos introduzido metodologias de engenharia natural para intervenções associadas à mitigação de riscos, intervenção em arribas, taludes; temos garantido a manutenção de ações de combate à flora invasora; temos realizado da rede regional de RB.


Vai ser possível acompanhar as iniciativas da RBIF através da nossa newsletter, que iremos lançar no final deste mês.


themes

Notícias

Ver mais
21 de Maio, 2024
Dia Internacional da Biodiversidade 2024 – Faça parte deste plano!

Dia Internacional da Biodiversidade 2024 – Faça parte deste plano!
7 de Maio, 2024
II Festival das Reservas da Biosfera de Portugal nas Fajãs de São Jorge

RB das Fajãs de São Jorge
II Festival Reservas da Biosfera de Portugal
5 de Fevereiro, 2024
Série de TV “Reservas da Biosfera Portugal”

Série de TV “Reservas da Biosfera Portugal”
10 de Dezembro, 2023
Newsletter: Graciosa, Reserva da Biosfera – 2ª Edição

RB da Ilha Graciosa
Newsletter_2
Cookie Consent with Real Cookie Banner